terça-feira, 5 de abril de 2011

Saltos


Nunca te vi a procura da tua alma
Como encontras a minha
Por isso não faças que não lembras
Não lembras onde me perdeste.


Tenho uma certa tendência
Para encontrar as falhas
Entre as tuas mentiras
Mas não procures agora, não eu.

Talvez seja da luz
Ou seja de mim
Quis dizer eu, não eu.